venerdì 19 marzo 2010

Poesia


Nem sempre sou igual no que digo e escrevo.
Mudo,mas não mudo muito.
A cor das flores não é a mesma ao sol
De quando uma nuvem passa
Ou quando entra a noite
E as flores são cor de sombra.

Mas quem olha bem vê que são as mesmas flores.
Por isso quando pareço não concordar comigo,
Reparem bem para mim:
Se estava virado para a direira,
Voltei-me agora para a esquerda,
Mas sou sempre eu, assente sobre os meus pés-
O mesmo sempre ,graças ao céu e à terra
E os meus olhos e ouvidos atentos
E à minha clara simplicidade de alma...
Do livro de Fernando Pessoa
Poemas de Alberto Caeiro

3 commenti:

Cibele ha detto...

Olá, vim agradecer a visita, e dizer que gostei muito do seu cantinho..

Estou te seguindo

beijokas

Simplesmente Luísa ha detto...

Adoro FP...
Beijos!
PS: Tô de olho naquela pizza ali embaixo!!!

Denise Degani ha detto...

Joana querida,
lindas fotos da Itália, amei. É meu sonho um dia conhecer a Itália e por coincidência Vicenza é a cidade de origem dos Degani.
Seu blog está bacana demais e obrigada por compartilhar comigo essas fotos.
Um beijo grande,

Denise Degani